Buscar
  • Thaise Ponciano

Festas de aniversário, casamento, formatura, chá de bebê, chá de cozinha e diversas outras comemorações. Todos estes eventos são abrilhantados pela deliciosa mesa de doces preparada com todo cuidado e carinho para receber os convidados.

Além de serem deliciosos, é parte fundamental na decoração de um evento, principalmente em festas de debutantes e casamentos.

Sem falar que, normalmente, a bela mesa repleta de doces vira a cenografia para o momento do brinde, do parabéns, do corte do bolo dos noivos e de muitas fotos da família.


Pensar nos itens de decoração e as peças que vão compor a mesa também é importante e

muitos fatores devem ser levados em consideração na hora de montar uma mesa de doces. Quantidade, variedade, decoração, apresentação, etc. Todas as escolhas devem representar o estilo da festa.


No entanto, se preocupar demais pode causar um estresse desnecessário! É muito comum que em casamentos ou em outros eventos os convidados queiram provar os docinhos desde o início da festa. Por isso, o melhor mesmo é deixar todos a vontade, afinal é dia de comemorar!


Pensando em todos esses detalhes, nossa equipe da THAISE PONCIANO Personal Chef está preparada para repor a mesa sempre que necessário 🥰



Essa mesa linda foi no meu casamento em 2014. Gostaram?!


Casamos em Tubarão SC e a empresa que escolhi lá para contratar os doces foi Doces Izabel e o a decoração e salão no Espaço Michele Moraes. 🤵👰🥂

Em Tubarão, SC vocês encontram mais sobre o trabalho delas no Instagram: @docesizabel e @espacomichelemoraes

#casamento #buffetfloripa #docesfloripa #fingerfood #floripasc

5 visualizações0 comentário
  • Thaise Ponciano

Atualizado: 6 de set. de 2019

Você decide fazer um almoço ou jantar para celebrar uma conquista, comemorar uma data importante ou apenas reunir os amigos e familiares no final de semana. No entanto, já no planejamento, surge o primeiro desafio: como garantir que nada falte ou sobre?

No geral meus clientes sempre se preocupam mais que não falte, mas procuro ajudar sempre para que não sobre demais. Afinal, se sobrar muito é um dinheiro investido que não precisava ser gasto.

Foi pensando nisso que preparamos este post que vai lhe ajudar a fazer o cálculo de maneira simples e funcional!

Defina a duração do evento

A primeira dica é bastante simples: defina a duração do evento. O motivo é que, quanto mais tempo ele durar, maior será o consumo de comida, e maior será o orçamento, caso você for contratar um buffet ou uma empresa especializada.

Por exemplo, um jantar que inicia às 19h, sem hora para acabar, possivelmente, você terá que investir em mais entradas, como aperitivos para complementar o cardápio durante a noite. É preciso também pensar na bebidas que acompanhará as refeições.

Uma dica, estipule uma média de 3 a, no máximo, cinco horas para o seu evento e procure seguir esse prazo à risca. Salvo casamentos, que em alguns casos costumam ser bem longos, as vezes até varando madrugada a dentro, nesses casos a média de tempo varia de 4 até 8 horas, dependendo do porte do evento.


Tenha uma lista fechada e confirmada de convidados

A segunda dica é ter um número exato e fechado de convidados. Isso é imprescindível na hora de fazer os cálculos sobre a quantidade de comida por pessoa, vai fazer toda a diferença no custo final também.

Por isso, antes de qualquer coisa, até mesmo antes de procurar local para o evento e fornecedores, faça a lista com o total de pessoas que pretende convidar. Dessa forma, será mais fácil se organizar em todos os outros detalhes e também evitar surpresas e gastos desnecessários.


Pense no cardápio

Na hora de escolher o que servir, pense no cardápio como um todo. A razão disso é simples: os pratos precisam combinar entre si e se complementarem nos sabores.

Por exemplo, servir feijoada e uma mesa com salmão, saladas e lagostins não combina em nada, e você deixa de proporcionar um cardápio bonito e equilibrado.

Além disso, a cada refeição servida, o apetite dos convidados vai diminuindo. Dessa forma, não é interessante, por exemplo, servir algo muito pesado, ou em uma quantidade muito grande, após os primeiros pratos.


Calcule uma quantidade média de consumo

Na hora de calcular a quantidade de comida por pessoa, vale lembrar que os adultos consomem mais que crianças.

Por esse motivo é tão importante presumir uma média de consumo por pessoa presente no seu evento. 

Para fazer isso, pegue sua lista e conte quantas crianças e quantos adultos.

O segundo parâmetro a ser considerado é que a quantidade de comida deve ser proporcional ao número de pessoas presentes acrescido de 10% à 15%, que é uma margem considerável para evitar que algum alimento falte ou sobre.

Para ficar mais claro, imagine um jantar com 30 convidados, sendo que 10 são crianças. Dessa forma, no total, é como se tivessem 25 pessoas para o evento.


Exemplo de cálculo

A fim de deixar ainda mais fácil e explicativa a forma de fazer o cálculo de quantidade de comida por pessoa para o seu evento, montamos um cardápio com o valor médio a ser consumido por convidado, considerando entrada, prato principal e sobremesa.

Como esse é o consumo presumido por pessoa, lembre-se de acrescentar de 10% à 15% na hora de preparar os alimentos ou de contratar, isso garante que nada falte, ou que você fique com muitas sobras no final da noite.

Usando como exemplo, nossos cardápios, montamos um exemplo simples e que mistura aperitivos, pratos principais e doces. confira nosso cardápio completo clicando aqui

Entrada: 10 unidades de Finger Food por pessoa, dentre elas podem ser: canapés, sticks, mini bruschettas, mini cups, etc ...

Prato principal: 1 unidade de salada e 2 unidades de Menu Degustação (100g cada porção).

Sobremesa: 1 sobremesa de 50g por pessoa, 4 doces e 1 fatia de bolo de 100g.


#dicasthaiseponciano #thaiseponcianopersonalchef #cardapioparaeventos #floripa


23 visualizações0 comentário